O Conceito

Novidades

Biografias e Obras

O Escritório


5 + 5
akira umeda - yurei
alzira fragoso - encarnado
ana kesselring - corps du monde (corpos do mundo)
ana michaelis - ilusão
ana nitzan - ...foi num dia, no jardim
ana nitzan - sublimação
ana paula lobo -"e se houvesse ainda e sempre e somente palavras"
antonio sobral - arrebentação
antonio sobral - força latente
antonio sobral - perestroika
carlos emilio - cintilações
catherine ferraz - catherine, la tête dans les nuages
cecilia dequech - solitude
cristiane mohallem - canção da estrada
cristiane mohallem - céus são céus
cristiane mohallem - entre mãos: pinturas
daniella liu herzog - transpaisagens
dconcept hospeda Aluga-se
dione veiga - solutilis
edu rodrigues - geografia
edu rodrigues - válvulas
estrela do pari futebol clube
felipe o. mello - majesty
felipe oliveira mello - herdeiros
flavia vivacqua - flavia vivacqua
gabriel nehemy - azul, cinza, rosa
juliana garcia - avulsos em série
katia fiera - e quem quiser que conte outra...
katia fiera - katia fiera
kika nicolela - exquisite corpse video project
lucas lenci - aifonepics
luiz sôlha - cineramas
marcos vilas boas - cenários
marcos vilas boas - horizontes retos
marcos vilas boas - meio-dia
marcos vilas boas - na altura dos olhos
marina ayra - bruma espuma ao amanhecer-
marlene stamm - da aurora ao crepúsculo
marlene stamm - silêncio
Mosaico
néle azevedo - o que pode um corpo?
nicole mouracade-nin - cadernos de zizi
no limite da linha - coletiva de desenho
patricia bigarelli - silêncio
renata cruz - classificação das espécies
rosângela dorazio - pelas paredes
rosilene fontes - uma historia da infância
teresa berlinck - biblioteca ilustrada, sábado e domingo
vera martins - por um fio...ETERNIZADO
vicente de mello - noite americana - interiores
victor lema riqué - el bosque II
yara dewachter-quase verdades
yolima reyes - sorbitos
marcos vilas boas - cenários
de 18/4/2012 à 19/5/2012.
"CENÁRIOS" - Por Tulio Tavares


O fotógrafo Marcos Vilas Boas, ao fixar os olhos no horizonte, tem obtido registros de cenas noturnas que revelam uma pluralidade de leituras.

As imagens alcançadas são resultado de uma técnica matemática em que o obturador da câmera capta uma quantidade mínima de luz que, muitas vezes, nem o olho humano consegue apreender.

O fotógrafo tem se destacado por gerar imagens que contemplam noites em que a luz emitida pela lua cheia produz sombras de alto contraste, semelhantes à luz do meio dia. Dentre os trabalhos, constam, também, imagens ao alvorecer e ao anoitecer, em que tons e cores perdem o vigor.

Nesta nova série - "Cenários" - fotografa em noites de lua nova, em que a presença do céu preto é marcante e a inexistência de iluminação lunar é compensada pela luz artificial.

Fotografar à beira-mar e enquadrar o horizonte têm sido para o fotógrafo uma atitude nada monótona. Explorando a mesma técnica há mais de 15 anos, o artista encontra resultados muito diferentes entre si, mas que denotam uma unidade de pensamento e de reflexão.