O Conceito

Novidades

Biografias e Obras

O Escritório


5 + 5
akira umeda - yurei
alzira fragoso - encarnado
ana kesselring - corps du monde (corpos do mundo)
ana michaelis - ilusão
ana nitzan - ...foi num dia, no jardim
ana nitzan - sublimação
ana paula lobo -"e se houvesse ainda e sempre e somente palavras"
antonio sobral - arrebentação
antonio sobral - força latente
antonio sobral - perestroika
carlos emilio - cintilações
catherine ferraz - catherine, la tête dans les nuages
cecilia dequech - solitude
cristiane mohallem - canção da estrada
cristiane mohallem - céus são céus
cristiane mohallem - entre mãos: pinturas
daniella liu herzog - transpaisagens
dconcept hospeda Aluga-se
dione veiga - solutilis
edu rodrigues - geografia
edu rodrigues - válvulas
estrela do pari futebol clube
felipe o. mello - majesty
felipe oliveira mello - herdeiros
flavia vivacqua - flavia vivacqua
gabriel nehemy - azul, cinza, rosa
juliana garcia - avulsos em série
katia fiera - e quem quiser que conte outra...
katia fiera - katia fiera
kika nicolela - exquisite corpse video project
lucas lenci - aifonepics
luiz sôlha - cineramas
marcos vilas boas - cenários
marcos vilas boas - horizontes retos
marcos vilas boas - meio-dia
marcos vilas boas - na altura dos olhos
marina ayra - bruma espuma ao amanhecer-
marlene stamm - da aurora ao crepúsculo
marlene stamm - silêncio
Mosaico
néle azevedo - o que pode um corpo?
nicole mouracade-nin - cadernos de zizi
no limite da linha - coletiva de desenho
patricia bigarelli - silêncio
renata cruz - classificação das espécies
rosângela dorazio - pelas paredes
rosilene fontes - uma historia da infância
teresa berlinck - biblioteca ilustrada, sábado e domingo
vera martins - por um fio...ETERNIZADO
vicente de mello - noite americana - interiores
victor lema riqué - el bosque II
yara dewachter-quase verdades
yolima reyes - sorbitos
estrela do pari futebol clube
de 15/5/2005 à 15/5/2005.
A presença de trabalhos artísticos na Associação de Futebol Estrela do Pari em maio último, buscou reunir o desejo de muitos artistas contemporâneos paulistanos de:
1. fazer ver seus trabalhos apresentados em localidades e arquiteturas insólitas da cidade, privilegiando com isso as comunidades periféricas que têm que, necessariamente, se deslocar a centros que não lhe são familiares, à procura de mostras artísticas
2. sedimentar a perspectiva de trabalho, no caso oferecido por Jean Pierre Isnard e pela dconcept, onde os artistas têm a chance de ir buscar sempre renovados espaços que dialoguem com seus trabalhos de forma mais plural do que em mostras nas galerias, museus e espaços culturais constituídos.

A jornada no "Estrela do Pari" se mostrou única neste tipo de encaixe: uma antiga associação de futebol no bairro do Pari com paredes tingidas de memória verde marinho e ferrugem, num domingo de muito sol, as equipes se revezando no campo, os trabalhos das/dos artistas além de elas/eles próprios se apropriando de paredes, de muros e de monitores de vídeo, a cantina preparando macarrão com almôndega, e um primeiro diálogo que nascia entre o trabalho e a cidade. Outra mágica do dia, foi a presença dos albergados de uma estação, para população sem moradia, da prefeitura de São Paulo, estabelecida exatamente do outro lado da rua do salão de festas do "Estrela do Pari". Muitos destes cidadãos cruzaram o asfalto e vieram observar, tocar, reconhecer-se e meditar sobre os trabalhos expostos. Esta presença artística contou inclusive com três participantes daquela comunidade: um pintor, Santiago, e um poeta, Carlos Nascimento, ambos do albergue, além do zelador do "Estrela do Pari", o Lumumba, que também é um escultor e que apresentava o seu trabalho.
Ficam assim desenhados os traços de uma operação, que vai continuar a perseguir espaços incongruentes e férteis, porém desertos de presenças artísticas na cidade de São Paulo, e que futuramente fará ressoar as vozes e os olhares das comunidades que, sem possibilidades de imersão e contato, acabam se distanciando dos fluxos de uma arte contemporânea, de seus dissabores e de suas questões, que nada mais são que os enigmas que a cidade procria e que busca responder.